É TEMPO DE SER IGREJA
Por Tobias Bonk Machado


Neste Ano da Fé em que estamos vivendo os 50 anos do Concílio Vaticano II, ano em que temos o primeiro Papa Latino Americano na história da Igreja, no ano em que a Jornada Mundial da Juventude acontecerá em nosso país e neste momento em que a Igreja Católica conta com mais de 1 bilhão de fiéis pelo mundo, entendemos ser tempo também para aprofundarmos discussões sobre a igreja enquanto templo, enquanto Espaço Celebrativo Litúrgico.

Dentro deste contexto criamos o www.arquiteturasacra.arq.br, canal em que trataremos da arte e da arquitetura sacra, por acreditarmos que, por meio de traços, projetos e construções pode-se, também, evangelizar. Afinal, a casa edificada pela Igreja viva dos fiéis é ao mesmo tempo casa de Deus e casa do Povo de Deus.

Assim, postamos abaixo a oração que para nós é uma das mais belas da Igreja: a Prece da Dedicação de Uma Igreja.


PRECE DA DEDICAÇÃO DE UMA IGREJA

Deus, Santificador e guia de vossa Igreja,
com festivo precônio é-nos grato celebrar vosso nome,
porque hoje o povo fiel com rito solene deseja
consagrar-vos para sempre esta casa de oração,
onde venha vos adorar, instruir-se pela palavra,
alimentar-se pelos sacramentos.

Este templo é sombra do mistério da Igreja,
que Cristo santificou com seu sangue,
para trazê-la a si qual Esposa gloriosa,
Virgem deslumbrante pela integridade da fé,
Mãe fecunda pela virtude do Espírito.

Igreja santa, vinha eleita do Senhor,
cujos ramos cobrem o mundo inteiro,
e seus sarmentos, sustentados pelo lenho,
com leveza eleva até o Reino dos céus.

Igreja feliz, tabernáculo de Deus com os homens,
templo santo, que se constrói com pedras vivas,
firme sobre o fundamento dos Apóstolos,
com Cristo Jesus, sua grande pedra angular.                    

Igreja sublime, construída no cimo do monte,
visível a todos, a todos radiosa,
onde refulge perene a lâmpada do Cordeiro,
e, delicioso, ressoa o cântico dos eleitos.

Suplicantes, pois, nós vos rogamos, Senhor:
dignai-vos inundar esta igreja e este altar
com santidade celeste;
que sejam sempre lugar santo
e mesa perenemente preparada para o sacrifício de Cristo.

Aqui, as ondas da graça divina sepultem os delitos,
para que vossos filhos, ó Pai, mortos para o pecado,
renasçam para a vida eterna.

Aqui, ao redor da mesa do altar,
celebrem vossos fiéis o Memorial da Páscoa
e se alimentem no banquete da palavra e do corpo de Cristo.

Aqui, como jubilosa oblação de louvor,
ressoe a voz dos homens
unida aos coros dos anjos.
E suba até vós a prece incessante pela salvação do mundo.

Aqui, os pobres encontrem misericórdia,
os oprimidos alcancem a verdadeira liberdade
e todos os homens se revistam da dignidade de vossos filhos,
até que, exultantes, cheguem
àquela Jerusalém celeste. 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *